Os Grupos de Trabalho do III Seminário Internacional de Segurança foram conjuntos de grande importância e que agregaram valores essenciais para a exposição de experiências, pesquisas científicas e construção de ideias para o aprimoramento da segurança. Participaram dos grupos oficiais da Polícia Militar, praças, universitários do Amazonas, Vitória, Bahia, entre outros, além de autoridades da Segurança Pública.

O coordenador do Mestrado Profissional em Segurança Pública, Cidadania e Direitos Humanos da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Antônio Gelson Nascimento, concluiu que a universidade cumpriu com seu papel no evento e que o Seminário foi uma oportunidade única para que graduados, mestres e autoridades da segurança pública apresentassem seus artigos científicos sobre problemáticas específicas de segurança.

“Fico muito feliz com o SISAM, pois conseguimos trazer egressos do curso de Mestrado, que trouxeram a discussão da criminalidade em regiões metropolitanas brasileiras e a análise comparada com outras regiões, colocando Manaus como evidência, foi uma discussão acalorada, com resultado muito bom, positivo, eles conseguiram trazer ajustes de informações, uma perspectiva nova de a gente ajustar os dados sobre políticas de segurança”, explicou.

De acordo com Gelson Nascimento, a prevenção ao crime é um processo de outras instituições coadjuvantes e que a presença dos atores do corpo operacional da Segurança Pública é de suma importância nos Grupos de Trabalho pois eles veem de perto a problemática de uma forma científica. Oficiais superiores da Polícia Militar do Amazonas também apresentaram projetos e artigos relacionados ao combate ao crime organizado.

“Há uma necessidade de a gente pensar em uma política que tenha amplitude e capacidade de controlar o crime, o trabalho aqui no SISAM dá oportunidade de criar uma melhor adequação de informações relacionadas a um determinado crime e isso vem ajudar na construção ou na ampliação na base de dados do SISP que é onde concentra todas as informações de segurança pública no Estado”, esclareceu.

Nascimento concluiu que todos os Grupos de Trabalho foram positivos e satisfatórios. Segundo o coordenador, o momento foi oportuno para trazer para dentro do III SISAM a discussão científica e que os artigos têm surtido excelentes resultados. “A gente chega ao terceiro e último dia com um balanço muito positivo com as questões que envolvem a segurança pública”, finalizou Antônio Gelson Nascimento.